domingo, 7 de agosto de 2016

poro por poro






















e quando me escrevias, era tão belo o que me contavas que me despia para ler as tuas cartas. Só nua eu te podia ler. Porque te recebia não em meus olhos, mas em todo o meu corpo, linha por linha, poro por poro



mia couto, jerusalém






imagem




























Sem comentários:

Publicar um comentário