quarta-feira, 14 de setembro de 2011

um pouco de esperança



















O que peço ao dia já não é
que se cumpram os sonhos, que me entregue
cumpridos os desejos de outros dias,
porque enfim aprendi que os sonhos
são como as asas de um insecto,
quando lhes tocamos desfazem-se;
quando um sonho se realiza torna-se outra coisa
que não ajuda a voar.
O que peço ao dia começa a ser, aliás,
mais difícil ainda de alcançar
que sonhos realizados, porque exige
a antiga fé nos sonhos.
O que peço ao dia é simplesmente
um pouco de esperança, essa forma modesta
de felicidade.







Vicente Gallego











4 comentários:

  1. some small hope...
    http://youtu.be/G3Onw0SMtuI

    ResponderEliminar
  2. Tão bonito e verdadeiro!

    ResponderEliminar
  3. é verdade, verdadeiro, anónimo. Obrigada

    ResponderEliminar
  4. sim, josé luis, some small hopes..."Can no one ever escape their fears?"

    ResponderEliminar